como-estudar-ondulatoria-para-vestibulares-paulistas

Como estudar ONDULATÓRIA para Vestibulares Paulistas

Fala, pessoal, belezinha?

Neste blog, vamos ver um assunto simples: Ondulatória, mais especificamente para os vestibulares da Unesp e da Fuvest. Esse é um tema que não tem muito segredo, uma vez que esse talvez seja o assunto que menos caia nessas provas.

Vamos analisar o histórico dos últimos 11 anos e ver os temas mais cobrados e o que temos que prestar atenção nos estudos. Acompanhe!

Como estudar ONDULATÓRIA para Vestibulares Paulistas

Vamos começar a destrinchar a prova da Unesp. Veja o gráfico:

Para a Unesp, a Ondulatória representa 7% da prova de Física – por outro lado, esse é um assunto que o Enem adora. Então, esse é um tema sobre o qual você não precisa se debruçar com muito afinco.

Vamos nos aprofundar e ver o que costuma ser mais cobrado dentro da Ondulatória. Acompanhe:

Note que o conteúdo mais cobrado é o estudo matemático das ondas (v = λ . f), inclusive questões que exigem que saibamos calcular o comprimento de onda, que é a distância que ela percorre em uma oscilação completa (f = N / Δt).

Fique atento às unidades, como hertz, megahertz, kilohertz, entre outros. Estude também a parte de classificação das ondas: o que é uma onda mecânica, uma onda eletromagnética, onda longitudinal, transversal etc.

O segundo assunto mais cobrado na prova de Física da Unesp são as ondas estacionárias, inclusive cordas sonoras e tubos sonoros (abertos e fechados). Vale apontar que dentro de qualidades fisiológicas do som entram conteúdos como definição de som agudo e som grave, som forte e som fraco, entre outros assuntos mais teóricos.

Fechamos a parte de Ondulatória na prova da Unesp. Agora, observe o gráfico sobre o vestibular da 1ª fase da Fuvest:

Repare que a Ondulatória já representa 9% da prova da Fuvest. Os assuntos cobrados são:

Para a Fuvest, o assunto mais cobrado é o mesmo: estudo matemático das ondas (lembre-se da fórmula que vimos acima!). Em seguida, vêm os fundamentos, que nada mais são do que a parte de classificação de ondas, como também vimos acima. Depois, aparecem algumas questões sobre ondas estacionárias e um assunto que a Fuvest gosta: interferência.

Como pudemos ver, pessoal, Ondulatória, tanto na Unesp quanto na Fuvest, não é um assunto de botar medo. Para se ter uma ideia, houve anos em que essa matéria sequer caiu nessas provas. Portanto, concentre seus estudos em Mecânica, Eletricidade e Termologia (incluindo Calorimetria, assunto que cai muito!). No caso específico da Unesp, revise também os conteúdos de Óptica.


Espero que você tenha entendido um pouco melhor como estudar ondulatória para vestibulares paulistas. E se quiser ajuda para melhorar seu nível de Física em outras matérias, entre em contato comigo e escolha o curso de Física mais adequado para você!

Tem dúvidas de como funciona a minha plataforma e a minha metodologia de ensino? Clique aqui e acesse gratuitamente os módulos de Cinemática e Óptica do meu  SEMIEXTENSIVO exclusivo para FUVEST, UNICAMP, UNESP E UNIFESP. Tenho certeza que vai mudar a sua vida.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é BannerBlog_728x90.png

Me acompanhe nas redes sociais: curta a minha página no Facebook, me siga no Instagram, se inscreva no Youtube e participe do meu canal oficial no Telegram.

Compartilhar:
Professor Pinguim

Professor Pinguim

A plataforma do Professor Pinguim é dedicada ao ensino da Física e vai te ensinar com uma metodologia completa essa incrível matéria.

Deixe uma resposta